22 de outubro de 2008

Fatal


Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos
- Fernando Pessoa

"Fatal" é um filme que está sendo lançado agora, que conta com a participação de Penélope Cruz, Ben Kingsley, Dennis Hopper, Patricia Clarkson e Peter Sarsgaard.

É um filme de drama que retrata a relação de um professor com sua aluna quase trinta anos mais nova. Os dois se envolvem de uma maneira muito intensa, mas o professor, David Kepesh, interpretado por Ben, sempre se vê às voltas com sua insegurança com relação à diferença de idade e, por isso, o romance enfrenta problemas.

Existe uma colocação quanto à diferença entre o envelecimento do corpo e da mente, e o que isso causa nas pessoas. Enquanto o corpo passa por mudanças visíveis (não que essas mudanças sejam para pior, haja vista o próprio Ben Kingsley, que está impecável com 64 anos), a mente pode permanecer ativa e até mais atuante com o passar dos tempos. Por isso Ben se torna tão atrante para Consuela, já que é um professor renomado, escreve, participa de programas de rádio... Enfim, é intelectualmente atraente. Só que ele não vê as coisas desse modo. Ele se encanta tanto com a beleza de Consuela, que acredita que ela o deixará a qualquer momento.

O filme retrata ainda de outras questões, mas todas recaem num único propósito que é o relacionamento humano, relacionamento consigo mesmo e com os outros, e finaliza com uma grande ironia que nos faz pensar que algumas pessoas têm tanto medo do que vai acontecer no futuro, que se esquecem de viver o presente, afinal o amanhã depende de hoje.

Nenhum comentário: