18 de fevereiro de 2011

Descobrindo BH - Livraria Status

Ontem, depois de muito tempo, resolvemos voltar à Livraria Status para tomar um lanche.

Há mais ou menos 2 anos éramos frequentadores do local. Estávamos sempre lá, principalmente quando havia show do Glass Union na livraria. Levávamos também vários amigos conosco, e nos divertíamos um bocado.

Embora tenha melhorado, o serviço nunca foi o ponto alto, pois os garçons raramente vinham à sua mesa, e você custava a fazer seu pedido. Outra coisa que incomodava era o fato de que as pessoas podiam fumar lá dentro. Tudo bem que eles eram colocados em uma área separada, na parte de baixo da livraria, mas mesmo assim você voltava pra casa com aquele inconveniente cheiro de cigarro. Pelo menos isso mudou pra melhor.

Pois bem: ontem resolvemos nos aventurar por lá novamente, mas o resultado não foi mais agradável como antes. Pedimos um sanduíche de filé mignon no pão ciabatta, acompanhado de fritas. Pra beber, eu pedi suco de morango com laranja e o Gu um refrigerante. Meu suco estava uma delícia, mas o sanduíche...

Inicialmente o garçom havia nos informado que o filé vinha fatiado e com molho. Eis que logo antes de nos servir ele volta à mesa e fala que a carne vinha inteira e sem molho. Pedimos então que ela viesse bem passada, e aguardamos só o tempo suficiente para que ele voltasse à cozinha para buscar os sandubas já prontos. Resultado: o do Gu veio mal passado, e o meu... Bom, o meu veio OK... Só que as eu não quero ir a um lugar e dizer que a comida estava "OK". Quero saborear pratos que me façam querer voltar ao lugar, que me encham de água na boca só de lembrar. Mas não foi o caso. A melhor definição para o sanduíche? Tringuilingue.

O cardápio até possui muitas opções de pratos, lanches, petiscos, entre outras coisas nas quais podemos encontrar boas surpresas, como o delicioso bolinho de frango com catupiry e os sucos. Mas entre estas boas surpresas, com certeza, não se encontram os sanduíches.

O espaço da livraria/café é bom, mas está mal ocupado, com uma quantidade excessiva de mesas próximas às prateleiras, deixando o lugar meio apertado tanto para quem quer lanchar quanto para quem quer procurar um livro. Pra piorar, alguns ventiladores tentam diminuir o calor, mas só espalham a poeira acumulada nas prateleiras, o que fez atacar minha rinite alérgica.

Outro ponto fraco: as cadeiras estão muito sujas. Você vê que as almofadas não são lavadas há tempos. O banheiro também não está lá grandes coisas e, tendo em vista que lá também é um local de shows, acho imprescindível que o banheiro esteja em boas condições, já que você vai ficar por lá no mínimo umas 2 horas e vai precisar usar o banheiro. Fica a dica: deixar uma pessoa responsável por verificar o estado do banheiro.

Alguma coisa se perdeu na minha relação com a Livraria Status, pois eu não consigo mais enxergá-la como um lugar charmoso ao qual eu tenho vontade de ir para curtir bons momentos. Uma coisa, entretanto, é certa: como café, ela é uma boa livraria.

Serviço:

Nenhum comentário: