7 de março de 2011

Descobrindo BH - Chef Túlio

A dica de hoje vai para um lugar bem conhecido, mas que nunca tínhamos ido: o Chef Túlio Internacional Butikim, bar/restaurante comandado pelo simpático Túlio Montenegro.

Passávamos em frente ao bar/restaurante várias vezes mas nunca nos interessamos em entrar, até que o Luciano, um exímio conhecedor de cachaça e apreciador de comida de buteco, nos "intimou" a conhecer o lugar.

A localização é boa, numa pracinha simpática do bairro Horto, e o bar/restaurante é grande, arejado e conta com mesas tanto dentro da casa quanto na calçada. Normalmente o lugar fica lotado, com clientes fiéis que estão sempre lá para saborear seus deliciosos petiscos, já famosos, mas no dia em que fomos estava vazio, o que os próprios garçons não estavam entendendo.

Será que o povo estava guardando as energias para o Carnaval, que seria na semana seguinte? Eu acho que era por causa do calor e que iria encher mais tarde, na hora do jogo de futebol. Afinal, como qualquer bar que se preze, eles transmitem os jogos do campeonato mineiro, e os torcedores se reúnem lá para a famosa combinação cerveja/futebol.

O cardápio é bem variado e muda a cada 6 meses. Se você tiver alguma restrição alimentar e não puder comer determinado ingrediente, é só avisar ao garçom que o Chef Túlio irá preparar o prato do jeitinho que você quiser. Vamos combinar que não é qualquer lugar que você vê isso!

Nós pedimos um pão de alho como entrada. Nossa, como adoro pão de alho! Estava uma delícia. Depois de um tempo fomos ao prato principal, que você pode pedir para uma ou duas pessoas. O legal do prato para duas pessoas é que ele já vem montado como dois pratos individuais.

Nós escolhemos o Parmegiana Moderno: filé alto grelhado, presunto, molho de tomate gratinado com muçarela e servido com purê de mandioca. Você tem direito a mais dois acompanhamentos: arroz branco, vegetais do dia refogados na manteiga e vinho branco, batatas coradas e massa (penne ou espaguete com molho ao sugo). Como meus acompanhamentos escolhidos eram diferentes dos que o Gu escolheu, pedimos dois pratos individuais, o meu acompanhado de arroz branco e batatas coradas e do Gu de batata e... Batata.

Apesar da porção ser um pouco pequena para gente que come bem como o Gu, minha surpresa foi o capricho com que os pratos foram preparados. Pra melhorar, o filé veio no ponto que pedimos, a harmonização dos temperos estava perfeita e o purê de mandioca, servido à parte, provou-se uma boa alternativa para o purê de batata.

Mas agora deixa eu falar um pouquinho sobre o próprio Chef Túlio: ele morou durante 15 anos nos Estados Unidos, trabalhando com a culinária de diversos países. Quando voltou ao Brasil, resolveu abrir seu próprio negócio no prédio que seus pais construíram na década de 1950.

Além disso, ele é um expert em pimenta, e fabrica os molhos que são servidos e vendidos na casa. São três tipos: fraca, média e forte. Eu gostei muito da média, e acho que vale a pena levar uma pra casa.

Pois bem, o veredicto: minha surpresa foi agradável. Desde o início gostei do atendimento e vi que o cuidado do Chef Túlio com o preparo da comida e o atendimento são um diferencial. Portanto, se estiver na região, o Chef Túlio Internacional Butikim é uma excelente pedida tanto para o fim de noite quanto para o almoço.

Serviço:

Um comentário:

Luciano disse...

Que legal que gostaram! Realmente é muito agradável. Os molhos de pimenta são premiados: "Anjinho", "Caliente" e "Capeta".Preferi "Anjinho", que mistura pimenta Bode com manga, simplesmente delicioso.