20 de junho de 2011

Descobrindo BH - Baianera

Quando vocês pensam na mistura entre um baiano(a) e um mineiro(a), o que lhes vem a cabeça? Calma gente, não é nenhuma piadinha não.

Vocês que me conhecem, sabem que eu adoro Minas e sua culinária rica e feita com carinho. Mas também gosto de uma boa pimentinha e, embora nunca tenha ido à Bahia, consegui chegar um pouco perto dela quando fomos ao restaurante Baianera, com sua mistura da culinária baiana com a mineira.

A casa foi inaugurada em 2008 pelo mineiro Geraldo Rodrigues e pela Baiana Arilene Araújo, e trata-se de um restaurante simples, sem nenhuma sofisticação, mas que preza por uma comida gostosa. O restaurante tem um tamanho legal e o cardápio é bem variado, com pratos das duas culinárias e com um preço excelente.

Fomos lá por indicação do Luciano e da minha sogra. Ao chegarmos, a casa ainda estava vazia pois era uma quinta-feira. Mas aos poucos famílias e grupos de amigos foram chegando.

Pedimos nossas bebidas e uma porção de acarajés. Você pode pedir a porção inteira ou a metade, mas compensa pedir a inteira porque o prato é muito bom e serve facilmente duas pessoas.

Nosso pedido demorou um bocado para chegar, mas a garçonete nos explicou que o motivo era a preparação de uma massa novinha do bolinho de feijão. Quando chegou, veio tudo separadinho para a gente montar: bolinhos de feijão, vatapá, camarão e tomates picados. O camarão ainda tem com a opção de ser defumado ou fresco, e pedimos a segunda opção porque ele vem mais molhadinho, enquanto o camarão defumado é mais seco.

Estava tudo realmente uma delícia. O bolinho é espetacular e compensa comprar só ele, e ainda tem uma pimenta arretada na mesa só esperando um(a) cabra corajoso(a). Como eu sou doida e gosto de pimenta, me arrisquei em colocar bem pouquinho pra ver qual era. E era mesmo uma pimenta bravíssima!! Mas se vocês fizerem como eu, e colocarem só a ponta da colher, verão o toque especial que a pimenta dá. Se não gostarem está valendo também, afinal acarajé é bom de qualquer jeito.

Saldo final: eu e Gu 10, acarajés zero. Acabamos com tudo. Então é isso gente, se vocês ficaram com água na boca, dêem uma passada lá em algum dia desses, e depois me contem o que acharam. Nós adoramos e vamos voltar com certeza.

Serviço:

2 comentários:

Luciano Davini disse...

Que bom que vcs gostaram! Lendo o post deu uma vontade de voltar lá. Vamos marcar qualquer dia de voltarmos juntos. Abraço.

cris disse...

segui a dica,baianera me surpreendeu..comi uma surpresa de salmão..um prato novo da casa indicado pela máxima a garçonete..que cada mordida é um sonho..o acarajé por sinal maravilhoso saiu rapidinho já que contrataram varios funcionarios atendimento excepcional,o cardapio esta mais variado com opções para todo gosto...concordo com vocês e recomendo baum de mais