1 de agosto de 2011

Descobrindo BH - Ah! Bon


Inaugurado em 2004, o restaurante de hoje entrou na lista como tendo uma das massas mais gostosas que já experimentei. Trata-se do Ah! Bon restaurante.

É curioso como alguns lugares são familiares - talvez pelo fato de você morar perto ou até mesmo de frequentar o estabelecimento vizinho - sem você nunca ter entrado, e o legal do Descobrindo BH é justamente a oportunidade que nos damos de ir a locais que até então conhecíamos somente por nome.

O Ah! Bon é um bom exemplo disso, pois só o conhecia das boas críticas ao renomado chef Leonardo Mendes e à chef pâtissier Amanda Lopes. Mas resolvemos conhecê-lo pessoalmente e lá descobri não só um local bonito e elegante, mas também uma casa que tem uma comida excelente e um atendimento primoroso.

O Ah! Bon ao qual fomos é o que fica em Lourdes, o primeiro a ser inaugurado e o maior de todos. O sucesso deles foi tanto que hoje são mais 3 unidades. Todavia estas são menores e seguem o conceito Ah! Bon Café, ou seja, são mais uma cafeteria do que restaurante, embora ofereçam pratos muito bem elaborados.

Ravioli de Muçarela de Búfala

Mas vamos falar agora do que interessa: o que pedimos e nossas observações a respeito. Como não bebemos, fomos de refrigerante. A casa conta com sucos naturais de diversos sabores, mas sabe aquele dia em que o que você mais quer é uma Coca bem gelada? Pois é, eu estava nesse dia. Em seguida fizemos nossos pedidos, pulando a entrada e indo direto ao prato principal.

A atenciosa garçonete fez algumas sugestões e eu escolhi o Ravioli de Muçarela de Búfala: massa recheada de muçarela de búfala e espinafre, ao molho de tomate e basílico. O Gu foi de Rigatone ao Forno: rigatoni com lingüiça de javali, muçarela de búfala e basílico.

Quando os pratos chegaram me servi de uma generosa quantidade de queijo e assim que experimentei a massa me apaixonei perdidamente! O prato é muito leve, muito saboroso e o creme de espinafre dentro da massa estava simplesmente incrível. Mesmo que vocês não gostem de espinafre, vale a pena experimentar porque o gosto não fica forte e o molho é espetacular. Divino! O Gu também gostou muito do prato dele, mas achou que faltou um pouco de sal, embora estivesse caprichado na pimenta.

Sublime

Depois de um tempinho, foi a vez de pedirmos uma das muitas sobremesas, preparadas com muito capricho e bom gosto. Eu pedi a surpreendente Pain Perdu: brioche quente servido com sorvete de creme, morangos frescos, chantilly e coulis de frutas vermelhas. O Gu, como um bom amante de chocolate, pediu o Sublime: mousse de chocolate belga Callebaut 70%.

Foi a primeira vez que eu comi brioche e gostei muito da combinação com sorvete. Aliás, sorvete combina com tudo, né? Mas estava muito bom e o coulis de frutas vermelhas também estava espetacular. O Gu também deu nota 10 para o mousse, que tem uma casquinha crocante que parece cortar o amargo do chocolate, ainda preservando sua característica.

Saímos de lá com vontade de voltar e com uma sensação de que é bom demais da conta morar numa cidade com restaurantes dessa qualidade. Ah! Estava muito Bon.

Serviço:

Nenhum comentário: