5 de setembro de 2011

Descobrindo BH - Chocoleio


Essa semana eu queria falar de uma casa especializada em chocolates, e naquela sexta-feira gelada do último final de semana partimos para a Chocoleio, da qual já havia ouvido falar.

Logo ao chegarmos gostei de cara do lugar: aconhegante, pequeno e cercado por livros. Aliás, o nome do lugar vem daí. Mistura de chocolate com leitura.

Na porta podia-se ver uma placa com o menu do jantar temático oferecido às sextas-feiras, e o do dia era o Potpourri Árabe. Já na parte de dentro, além das estantes de livros que havia visto da calçada, encontramos um espaço onde você pode comprar licores, chocolates, o café gourmet Villa Café e outras guloseimas. Uma coisa de que senti falta foi de uma bancada com doces e tortas, coisas que uma casa que trabalha com chocolate deve ter.

Nos acomodamos então na parte externa da casa, o local onde ficam as mesas, para tomarmos o lanche. Para beber, pedi um suco de laranja e o Gu um chocolate gelado. Depois disso, não fomos mais atendidos e, passado um tempo, tive que ir até a moça do caixa para perguntar sobre o jantar.

O jantar começaria a ser servido às 19h00, e resolvi esperar para pedir. O daquele dia – o Potpourri Árabe - era composto por tabule, arroz com lentilhas, cafta ou esfiha aberta de legumes e ricota, acompanhados de pão com tahine. De sobremesa, backlava de nozes e pistache com mel. O valor era de R$ 37,00, mais R$5,00 de couvert artístico do talentoso Luís Sumaré.

O Gu não gostou do jantar, mas o cardápio contava com outras coisas como sanduíches e crepes, e estas eram as opções mais atrativas para ele. Novamente senti falta das tortas de chocolate. Pelo menos na minha cabeça, quando eu pensava na Chocoleio, imaginava uma infinidade de chocolates que me deixaria até com dificuldade para escolher. Mas infelizmente a experiência foi a oposta...

Apesar da vontade inicial de experimentar o jantar, me desmotivei quando vi que o esquema era tipo self-service e não à la carte. A diferença era que quem "montava" o seu prato era a atendente, a partir da comida que se encontrava no buffet. Sendo assim, acabamos os dois decidindo pelo crepe mesmo. Eu fui de Dante Alighieri, um crepe de muçarela, presunto, tomate seco, orégano, molho de azeite, ervas e azeitonas pretas. O Gu pediu o Guimarães Rosa, de frango desfiado, pimentão, cebola, coentro e molho de queijo.

Nesse meio tempo, chegaram duas clientes e a moça do caixa apresentou o cardápio do jantar temático do dia. De maneira até um pouco agressiva, ela disse que naquele dia nada seria servido além do Potpourri Árabe. As duas clientes ficaram tanto assustadas com a abordagem, que chegaram a perguntar se podiam pelo menos pedir uma água antes.

Eu acredito que a "vocação de encantar seus clientes" se perdeu aí. Tudo bem que eles desejem que o jantar tenha saída, mas você não é obrigado a pedir o que eles querem. Afinal, se existe um cardápio com outras opções, eles têm a obrigação servir o que o cliente pedir.


Pois bem, quando meu prato chegou, veio a decepção. Além de terem trazido só o meu, era um crepe sem nenhum apelo visual. Lembrei a atendente de que estávamos em dois, e que eu queria comer junto com o Gu, mas ela se justificou dizendo que a casa só tem uma chapa.

Enquanto o Gu esperava, eu tive que começar a comer, pois comida fria é horrível. Quando o segundo prato chegou, outra "surpresa", pois o crepe veio errado e, em vez do recheio de frango desfiado, veio o de carne seca. Como estava gostoso, o Gu nem pediu pra trocar.

Apesar da comida boa, o que salvou na nossa experiência na Chocoleio foi ouvir a belíssima voz do Luís Sumaré, pois em nossas andanças pelo Descobrindo BH a casa entra na categoria de pior atendimento, já que embora não tenhamos sido mal tratados como as outras duas clientes, também não éramos atendidos de maneira alguma.

Pode até ser que tenhamos pego um dia não muito bom, mas como só posso falar com base na experiência que tivemos, é isso aí. Quem sabe vocês tenham uma melhor, e não precisem dar uma passadinha depois no McDonald's...

Serviço:
  • Endereço: Av. Contorno, 2774 - Santa Efigênia

UPDATE: a casa fechou as portas

3 comentários:

Celiojedi disse...

aa se não fosse minha intolerância a lactose

Gustavo Coelho disse...

Você tem que ir à Alessa. Lá eles possuem sabores de sorvete que não levam leite ;-)

Celiojedi disse...

valeu Gustavo erra esse o nome que eu estava querendo lembrar .