8 de fevereiro de 2013

Promoção: Apocalipse Z

Em uma pequena cidade espanhola, um jovem advogado leva uma vida tranquila e rotineira. Um dia, porém, começa a ouvir notícias sobre um incidente médico ocorrido em um país remoto do Cáucaso. Apesar de aparentemente corriqueiras, as notícias chamam tanto sua atenção que ele resolve registrar suas impressões em um blog. Aos poucos, o que eram apenas acontecimentos incomuns ocorridos em um país distante começam a se espalhar por toda a Europa.

Em menos tempo do que poderia supor, o terror se instala. Ruas, bairros e cidades inteiras são tomados por criaturas com um comportamento assustador. Sem nunca ter visto nada parecido e completamente vidrado pela notícia, ele mal se dá conta de que, enquanto acompanha o desenrolar dos fatos de sua casa, a cidade onde mora também está sendo invadida por aquelas bizarras criaturas.

Isolado, apenas com seu gato Lúculo e um vizinho, só lhe resta criar uma estratégia de fuga até conseguir encontrar outros sobreviventes. Entretanto, ao conseguir refúgio, ele logo descobrirá que a guerra está apenas começando.
Gostou da premissa acima? Pois essa é a sinopse do livro Apocalipse Z: O Princípio do Fim, o primeiro de uma trilogia escrita pelo espanhol Manel Loureiro. Para concorrer a uma cópia deste livro, basta responder à seguinte pergunta nos comentários:
"Qual seria o seu plano para sobreviver ao apocalipse zumbi?"
O autor da melhor resposta, segundo os nossos critérios, leva o livro.

3 comentários:

Daniel de Paula disse...

bem, eu tenho vários planos para um apocalipse zumbi, tenho que considerar muitas coisas, principalmente o fato de que posso ser convocado ou estar de serviço e assim eu estaria em uma das linhas de frente contra eles, aquelas que sempre morrem.

a principio, quando estiver todo aquele caos de pessoas fugindo eu vou tentar juntar as pessoas que eu puder [estrategicamente suicida, juntar pessoas normalmente trás vários problemas] mas eu tentaria salvar a maior parte das pessoas que eu conseguir, em seguida, se eu tiver conseguido um abrigo temporário eu montaria uma pequena equipe de batedores para pegar comida e suprimentos, eu invadiria, provavelmente sozinho alguns lugares que conheço que teriam armas, como batalhões e clubes de tiro que conheço, iria sozinho pq eu n saberia se teria sucesso, e sozinho e mais fácil de escapar, as vezes. eu pegaria roupas de neoprene nos Batalhões, realmente achei a ideia do apocalipse z genial, creio que possa funcionar.

por fim, assim que tiver um grupo e suprimentos eu me manteria vigilante aguardando um bom momento para sairmos da cidade, ficar aqui muito tempo e tão ruim quanto sair as pressas no inicio. o plano que eu e Marcelo bolamos é simples, conseguir chegar ate a serra do Caraça, durante um combate a incêndio na serra o Marcelo percebeu o que a Igreja la perto seria um bom lugar para passar um tempo, talvez ate melhor que a fazenda do Hershell no TWD, mas logo pensando em outros pontos, pelo principal fato de que a serra pode se incendiar nos meses de setembro a diante. teríamos que evitar cidades, mas não ficar totalmente longe delas, o Caraça parece ser um bom ponto inicial. Mas se tratando de um apocalpse zumbi, o improviso será uma constante.

Marlon Spielberg disse...

No meu caso seria bem simples,eu convocaria todos os meus parentes e amigos para vir aqui pra minha cidade (Sarzedo) como a cidade é bem pequena, com um bom grupo de sobreviventes seria bem facil acabar com os zumbis da cidade, pois são poucos abitantes, eu pegaria algums funkeiros daqui pra levar pro centro da cidade como isca pra quando a gente fosse pegar suprimentos,aqui a gente teria um bom estoque de suprimentos,pois só no centro da cidade ha dois grandes supermercados,fora os de bairro,tem tbm mta água e na falta de carne ainda tem muita mata pra caçar animais.
Sem contar que depois que a gente exterminasse os zumbis da cidade, nos ficariamos muuuuito tempo sem ataques de zumbis,pois aqui é tão longe que os walkers de outras cidades nunca conseguiriam chegar aqui,a menos que eles aprendam a dirigir ( e mesmo assim iria demorar pra chegar, ainda mais se o trem tiver parado na ferrovia que corta a cidade)

Urly4Real disse...

Basicamente eu iria para o campo, região sem muitas montanhas assim poderia ficar longe de ruídos. A praia/lotoral também seria um bom lugar. Construiria um esconderijo para dormir a noite, talvez um terraço de um prédio. Sempre pensando em ter um plano B para fugas de emergência. Coletar comida durante o dia e descansar durante a noite. Se possível me juntar a um pequeno grupo, não muito grande de pessoas pois junto eh sempre melhor. Nao usar armas desde cedo pois uma hora as balas nao mais existirão entao armas como machadinha e facao seriam perfeitas. Kit medicos e kit para fugas imediatas tambem deverao estar sempre a mão. Periadicamente trocar de base e ir permbulando pelo mundo com muito cuidado ateh encontrar um porto com uma lancha que possa me levar a uma ilha onde passaria o resto da vida. Uma ilha que poderia pesquisar em mapas e que pudesse plantar e colher.