5 de julho de 2013

Descobrindo Paris - Dicas e Considerações Finais

Casal Geek Eurotour 2013 - Descobrindo Paris - Dicas e Considerações Finais - Arc de Triomphe du Carrousel
Confesso que eu tinha uma certa birra de Paris. Em função da sua aura de sofisticação, a cidade não parecia ser muito a praia de um cara meio ogro como eu. Felizmente eu estava errado.


O que fazer?

Casal Geek Eurotour 2013 - Descobrindo Paris - Dicas e Considerações Finais - Fontaine Saint-Michel
Com trocentos lugares para visitar e um zilhão de coisas para fazer, Paris tem programa para todo mundo: do nerd fã de Star Wars ao amante das artes, passando pelo aficionado por arqueologia, qualquer um consegue encontrar um canto com a sua cara na cidade. Basta fugir das rotas tradicionais ou deixar-se perder por suas ruas.


Os franceses

Casal Geek Eurotour 2013 - Descobrindo Paris - Dicas e Considerações Finais
Existe uma lenda de que os franceses são rudes/mal educados, mas não encontramos um que fizesse jus à fama. Pelo contrário, todos com os quais tivemos contato foram muito cordiais e bem humorados. Está certo que a nossa visão é de turista, mas esse preconceito é disseminado justamente por quem esteve lá à passeio. De qualquer forma, acredito que não existe segredo no fato de que você é bem tratado quando trata bem os outros.


Onde ficar?

Casal Geek Eurotour 2013 - Descobrindo Paris - Dicas e Considerações Finais - Quartier Latin
Paris é uma cidade bem grande, com opções de hospedagem para todos os gostos e bolsos. Apesar de não ser uma região barata, recomendamos os hotéis do Quartier Latin pela proximidade de vários monumentos e pontos turísticos da cidade como a Notre Dame, o Panthéon, o Museé du Moyen Âge, o Jardin du Louxembourg entre outros.


Onde comer?

Casal Geek Eurotour 2013 - Descobrindo Paris - Dicas e Considerações Finais - Onde Comer
Se existe um título de "Capital Mundial da Gastronomia", provavelmente ele pertence a Paris. São muitos os restaurantes e bistrots, e a culinária vai do mais requintado ao exótico sem você precisar procurar muito. Dos lugares que visitamos, recomendamos o excelente Pizza Sarno e o meio caro Pizza Pino, mas se o assunto for hamburger, apesar de termos gostado da experiência no Happy Days Dinner, recomendamos o Rendez-Vous Saint-Germain, localizado no Bd Saint Germain. De qualquer forma, uma boa pedida é tentar fugir dos restaurantes mais próximos dos pontos turísticos, pois eles são mais caros.


Quando ir?

Casal Geek Eurotour 2013 - Descobrindo Paris - Dicas e Considerações Finais - Quando ir?
Paris tem um clima bem instável, mas o período com a menor média diária de chuva vai de Fevereiro, um mês com temperatura média de 4ºC, a Abril, quando o frio começa a ir embora. Nós tomamos chuva em nosso primeiro dia na cidade, mas no fim daquela tarde o céu já estava aberto. Os demais dias foram bem frios, mas nada que incomodasse ou chegasse a desanimar.


O Paris Museum Pass

Casal Geek Eurotour 2013 - Descobrindo Paris - Dicas e Considerações Finais - Paris Museum Pass
Muito falamos aqui do Paris Museum Pass, e do acesso livre que ele dá a vários - 60, segundo o site oficial - monumentos e museus da cidade. Ele pode ser comprado online ou na entrada de alguns museus e monumentos como o Panthéon, mas nós preferimos comprar no aeroporto, logo ao chegar.

Com o Paris Museum Pass você evita a fila para compra de ingressos e, em alguns casos, a fila para entrada nos museus e monumentos que o aceitam. O passe tem validade de 2, 4 ou 6 dias consecutivos, e o tempo começa a contar a partir do seu primeiro dia de visitas, o qual você anota no verso para fins de conferência. Normalmente a quantidade de visitas com o passe a um museu/monumento é ilimitada, mas em alguns, como na entrada da Cathédrale Saint-Louis des Invalides ele é carimbado, o que te deixa meio na dúvida.


Paris nos trilhos

Casal Geek Eurotour 2013 - Descobrindo Paris - Dicas e Considerações Finais - Paris Metro
Para quem vive numa cidade de topografia bem acidentada como Belo Horizonte, caminhar pelas ruas de Paris é bem tranqüilo. Mas existem momentos em que a comodidade e a velocidade do metrô se fazem necessárias. Em outros, como uma ida à Disneyland Paris, o uso do RER (Réseau Express Régional) é obrigatório.

As estações de metrô/RER são bem sinalizadas, e o uso de um aplicativo como o Paris Metro ajuda bem na hora de saber qual rota seguir. Entretanto, uma consulta prévia ao site Paris by Train vale a pena, pois o guia é bem completo e tira muitas dúvidas de como rodar por Paris e região em cima dos trilhos.


Au revoir

Casal Geek Eurotour 2013 - Descobrindo Paris - Dicas e Considerações Finais - Tour Eiffel
Eu gostei muito de ter ido a Paris. Antes de conhecer a cidade eu diria que os 5 dias que planejamos seriam o suficiente, mas hoje, após ver o quão errado eu estava, acredito que o ideal talvez sejam 10 dias para aproveitar bastante e com calma a cidade, que é o que ela merece.

Foi uma X-Wing que me levou pela primeira vez a Paris, mas é o jeitão desta cidade erguida há muito tempo neste continente distante que me faz querer voltar.

- Ouvindo: Debussy - Clair de Lune

4 comentários:

Guilherme Rocha disse...

Por isso acredito que viajar seja uma das melhores coisas que uma pessoa possa fazer na vida, pois a experiência só é completa quando ela é vivida. Por mais que a gente leia relatos, roteiros, ouça histórias ou veja fotos e vídeos, só temos nossa própria percepção ao experimentar cada momento e lugar, é aí que mora a magia de tudo, as opiniões são diferentes porque as experiências são diferentes, apesar de acontecerem nos mesmos lugares, e isso é muito bom. Adorei os textos, e aguardo ansioso pelos próximos, pois sei que a viagem foi além da Cidade Luz. :)


Abraços,
Gui

Fabiano G. Souza (Nerdmor.com) disse...

É isso mesmo Guilherme, só indo para viver a experiência, que de cada um é única.

Fabiano G. Souza (Nerdmor.com) disse...

E o que vocês acharam da questão de comunicação? O pessoal se comunica em inglês? Dizem que tem birra da língua...

Gustavo Coelho disse...

Acho que o fato da Fernanda saber um mínimo de francês ajudou, pois assim evitamos mandar um "parlez-vouz anglais?" logo de cara.


Na maioria dos lugares essa comunicação inicial em francês culminou em respostas também em francês, mas nossa cara de dúvida devia ser tão grande que imediatamente éramos respondidos em inglês ou, quando viam que éramos brasileiros, em pseudo-português/espanhol :-)