25 de julho de 2013

Descobrindo Lisboa - O Carvoeiro

Casal Geek Eurotour 2013 - Descobrindo Lisboa - O Carvoeiro

Saindo do Mosteiro dos Jerónimos percebemos que já era hora do almoço e seguimos nosso roteiro, de conhecer o restaurante O Carvoeiro.

Localizado na Rua Vieira Portuense, uma rua fechada e repleta de restaurantes com mesas ao ar livre, o Carvoeiro é um estabelecimento tradicional de Lisboa. Foi fundado em 01/06/1958 pelo marido da Dona Augusta, uma doce e atenciosa portuguesa que fica cuidando de todos os detalhes. Conversamos muito tempo com ela e nos encantamos com seu amor pelo que faz.

Casal Geek Eurotour 2013 - Descobrindo Lisboa - O Carvoeiro - Couvert
Couvert

Logo de início experimentamos o couvert, composto por azeitonas verdes e pão alentejano, e eu vou te falar: foram as melhores azeitonas que comi na vida! Para completar, já que eu estava lá, pedi um cálice de Vinho do Porto para provar. Mas não curti muito, pois eu não bebo e achei meio pesado. Talvez tenha sido por isso que lembrei dele horas depois, quando subia as escadas da Torre de Belém ;-)

Conversa vai, conversa vem, resolvemos pedir nossos pratos. O carro chefe da casa parece ser a Sardinha Assada, já que o próprio restaurante se intitula como O Rei da Sardinha Assada, mas não era época de sardinha e ela não estaria fresca, como a simpática atendente me informou. Assim, minha escolha foi o Bacalhau a Lagareiro, um prato composto por uma posta de bacalhau assada, batatas ao murro e legumes, tudo regado a azeite quente. O Gu pediu o Bacalhau a Minhota, uma posta de bacalhau frita acompanhada de batatas chips e coberta por um molho de cebolas e tomates refogados no azeite.

Casal Geek Eurotour 2013 - Descobrindo Lisboa - O Carvoeiro - Bacalhau a Lagareiro
Bacalhau a Lagareiro

Os pratos não demoraram muito a chegar, e assim que demos a primeira garfada nos apaixonamos. Simplesmente delicioso! O bacalhau derretia na boca, as batatas estavam bem temperadas e só estando lá para saber o que é um legítimo bacalhau português. Aliás, lembra quando escrevi um post sobre o Restaurante do Porto? Pois é, os donos deveriam ir mais a Portugal, especialmente ao Carvoeiro, para ver como se prepara uma comida simples, saborosa e, principalmente, com peixes frescos.

O Gu também gostou muito do prato que escolheu e, para quem não é muito fã de peixe, a surpresa foi maior ainda. Os pratos servem muito bem uma pessoa, mas não acho que dê para dividir, a não ser que você não esteja com muita fome. Só não pedimos sobremesa porque eu queria provar o famoso Pastel de Belém da Confeitaria de Belém, localizada ali pertinho.

Casal Geek Eurotour 2013 - Descobrindo Lisboa - O Carvoeiro - Bacalhau a Minhota
Bacalhau a Minhota

Escolhemos o Carvoeiro pelas suas boas avaliações no TripAdvisor, e tudo que encontramos ali certamente contou para motivar as boas notas de quem o visitou: atendimento impecável, comida boa e um sentimento de que tudo ali é feito com muito carinho e honestidade.

Nas muitas conversas com a Dona Augusta ela se emociona ao falar do marido falecido há pouco mais de um ano, de como eles viviam ali, dos passeios que faziam por Sintra e das belezas da região. Se tivéssemos mais tempo, com certeza teríamos ficado ouvindo suas histórias e anotando suas dicas, como o segredo das deliciosas azeitonas que ela me contou.

Mas como tínhamos que ir, nos despedimos com a certeza de que um dia voltaríamos lá portando nossos Bilhetes de Identidade de Cidadão Nacional do Carvoeiro. Só não imaginávamos que isto não iria demorar a acontecer, já que em nosso último dia em Lisboa voltamos ao Carvoeiro para almoçar e nos despedir desse povo muito simpático que nos recebeu de maneira tão acolhedora, nos fazendo sentir em casa mesmo estando tão longe dela.

- Ouvindo: Of Monsters and Men - Mountain Sound

Nenhum comentário: