15 de abril de 2016

365 Vidas - Absent


Qualquer entusiasta de aventuras gráficas que já pensou em desenvolver seu próprio jogo deve conhecer o Adventure Game Studio (AGS), uma engine/ferramenta para desenvolvimento de jogos como as clássicas aventuras gráficas da LucasArts e, principalmente, Sierra.

O AGS tem uma base considerável de usuários, com centenas de jogos que vão de simples provas de conceito a aventuras gráficas comerciais, passando por remakes e fangames como as várias continuações não oficiais de Zak McKracken ou Space Quest.

Não é a primeira vez que eu encontro um jogo feito com o AGS no Steam, mas não deixa de ser uma surpresa esbarrar com um tão amador como Absent.

Em Absent você acompanha Murray e seus dois melhores amigos, Eve e Steve, na busca por Crystal, desaparecida de forma misteriosa. Mas ela não foi a primeira e, provavelmente, não será a última.

O jogo é uma aventura gráfica tradicional point-and-click, com um cursor contextual. A arte tem um estilo meio cartunesco e é bem amadora, com animações que beiram o trash, mas as vozes, apesar da gravação não ser das melhores, combinam bem com os personagens, e a atuação coloca os “profissionais” de The 7th Guest ou The 11th Hour no chinelo.

Como a maioria das aventuras gráficas feitas com o AGS, Absent não é muito longo. Pelo que vi, são umas 8 horas de jogo das quais os 10 minutos iniciais causaram uma boa impressão, apesar de toda a limitação.

Nenhum comentário: