23 de abril de 2016

365 Vidas - Blood Bowl


Bem antes de virar moda falar que gosta de futebol americano, um grupo improvável teve seu primeiro contato com o esporte em terras tupiniquins. O culpado? Joe Montana II: Sports Talk Football, um jogo para o Mega Drive.

Fã de esportes que nunca fui, acabei me interessando pelo jogo pelo mesmo motivo que, provavelmente, chamou a atenção da maioria: as partidas eram narradas, como em uma transmissão real! E foi assim que, sem conhecer as regras, aprendi mal e porcamente como funcionava uma partida de futebol americano…

Quando Blood Bowl veio no bolo de um bundle com The Testament of Sherlock Holmes, ter um jogo que misturava futebol americano com orcs e outras criaturas fantásticas em partidas ultra violentas era lucro. Ou nem tanto...

Blood Bowl é uma adaptação do jogo homônimo da Games Workshop, que por sua vez adaptou o futebol americano à mecânica dos board games, valendo-se dos cenários e raças fantásticas do wargame Warhammer. Resumindo: nada mais nerd.

Apesar de não manjar nada de futebol americano na época, era divertido jogar Joe Montana II: Sports Talk Football. Com Blood Bowl eu já não tive a mesma sorte porque, mesmo sabendo alguma coisa do esporte, atualmente, pois o jogo demanda um bom conhecimento das regras do board game. Para um embate sanguinário no tabuleiro, melhor resgatar alguma cópia do antigo Battle Chess.

Nenhum comentário: