13 de outubro de 2017

Descobrindo BH - Está Chovendo Hambúrguer 8

Bar do Convés

Está Chovendo Hambúrguer - Bar do Convés

Instalado no terraço de uma casa modernista dos anos 1950, o Bar do Convés entrou em atividade no início de 2016, quando foi inaugurado o GUAJA, um espaço de coworking ao qual o bar/hamburgueria está integrado.

No cardápio comandado pelo chef Pedro Mendes, sete opções de hambúrgueres, todos com nomes em homenagem a edifícios de Belo Horizonte; todos os sanduíches podem ser transformados em vegetarianos, com a substituição da carne por hambúrguer de berinjela ou grão de bico, e as opções de acompanhamento são batatas rústicas, mandioca ou polenta frita.

A Fernanda escolheu o Tinguá: pão de brioche com gergelim, hambúrguer de frango empanado, molho tártaro da casa, alface americana e lascas de parmesão; eu pedi o Balança Mas Não Cai: pão de mandioca e parmesão, blend de carnes, queijo gouda, cebola caramelizada no balsâmico, barbecue de cachaça e crisp de alho poró.

Apesar de saboroso, o sanduíche que escolhi não é memorável, daqueles que te faz querer voltar a um lugar para prová-lo novamente. É bom, mas uma próxima visita ao Bar do Convés - que tem um ambiente muito bacana, a propósito - pedirá uma escolha diferente, como o sanduíche bacanudo que a Fernanda aprovou bastante.


Bronx

Está Chovendo Hambúrguer - Bronx

Quando as hamburguerias gourmet proliferaram como gremlins depois da chuva, muitas delas tratavam o delivery com desdém, um fato compreensível, visto que a qualidade não consegue ser mantida. Hoje em dia a situação mudou um pouco, porque ninguém quer perder negócio.

Inaugurado no início do ano, o Bronx parece já ter nascido com o foco principal no serviço de entrega, tendo o atendimento in loco como serviço secundário. Isso, entretanto, não é sinônimo de um atendimento ruim; inclusive, fomos muito bem recebidos em nossa visita à hamburgueria.

No cardápio, 10 opções de hambúrgueres. A Fernanda pediu o Chicken Run: pão tradicional, blend de frango, queijo muçarela, pepperoni, bacon, alface americana e molho da casa; eu pedi o Home Run, um dos mais populares da casa: blend de 180g, cheddar cremoso, cebola caramelizada, bacon e barbecue.

Apesar do pão ter desmanchado - fica aqui a sugestão para trocarem-no por um menos frágil -, o hambúrguer estava bem bom, com os ingredientes na medida certa e o bacon bastante crocante. A Fernanda também gostou bastante da escolha que fez.


Néctar da Serra

Está Chovendo Hambúrguer - Néctar da Serra

Por conta dos muitos exageros que se comete no preparo de um hambúrguer, pois tem gente que acha que um sanduíche bom é aquele que consegue trazer a maioria de ingredientes possível, mesmo que eles não conversem entre si, não é muito difícil conectar o prato a uma alimentação pouco saudável.

Os hambúrgueres gourmet quebraram um pouco esse estigma, mas tem gente, como o pessoal do Néctar da Serra, que resolveu criar hambúrgueres para quem busca uma alimentação saudável.

Inaugurado em 1993, o Néctar da Serra começou como uma casa de sucos e lanches leves. Atualmente a rede conta com dois restaurantes: um no Mangabeiras e outro na Savassi; o ambiente e a cozinha da unidade do Mangabeiras são melhores, mas a unidade da Savassi ganha no atendimento.

Por conta das nossas andanças no final de semana, sempre incluímos o restaurante em nossa rota para a parada do almoço, e numa dessas visitas a escolha do dia não foi o tradicional buffet, mas o curioso Hambúrguer de Tilápia.

O sanduíche é composto por pão de hambúrguer integral, hambúrguer de tilápia (tilápia, quinoa, biomassa de banana verde, cenoura, chia, mix de sementes, temperos e especiarias), alface americana, muçarela sem lactose, crema ácida (molho de limão) e crema aromática (molho de limão com tempero de curry), acompanhado por catchup artesanal e um dos dois acompanhamentos: salada ou chips de batata doce assados com alecrim.

Como era de se esperar, o hambúrguer de tilápia não ofereceu muita "estrutura" e desmanchou com o progredir das mordidas; apesar da ginástica extra para saboreá-lo, o sanduíche é bem bom e realmente leve. Merece um replay.


Outback: Festival de Burgers

Está Chovendo Hambúrguer - Festival de Burgers Outback

Até novembro o Outback está com um festival de hambúrgueres que traz, temporariamente, ao cardápio três opções de sanduíche. A Fernanda pediu o Dark Mushrooms: hambúrguer no pão australiano, shiitake, bacon, cebola caramelizada, queijo tipo gruyère e maionese; eu pedi o Bloomin' Picanha: hambúrguer de picanha de 240g, pão tipo brioche, pétalas de Bloomin' Onion, Smoked Mayo, molho Flame, queijo tipo emental e bacon.

Diferente do fantástico hambúrguer de costela criado para o Festival de Ribs, o Bloomin' Picanha é um sanduíche meio sem graça. A Fernanda não tem do que reclamar, mas eu, em uma nova visita ao Outback, acho melhor optar pelo Smokehouse Burger ou, se ele ainda estiver no cardápio, o bacanudo Ribs Bloomin' Burger.


A Pão de Queijaria: Versão 2.0

Está Chovendo Hambúrguer - A Pão de Queijaria

Desde 2014, quando foi inaugurada, a Pão de Queijaria tem sido um dos melhores lugares para se comer pão de queijo em Belo Horizonte. Das opções trazidas no novo cardápio desenvolvido em parceria com o chef Jaime Solares, uma delas é o Burguer 2.0: pão de queijo canastra (100g) recheado com hambúrguer de fraldinha, queijo artesanal derretido, cebola agridoce, mostarda e alface.

O sanduíche, que tem aproximadamente o tamanho de um hambúrguer do McDonald's, é bom, mas a versão anterior, o Hambúrguer Mineiro - pão de queijo canastra, hambúrguer de carne de boi, porco e salaminho italiano, acompanhado de cebola na cerveja preta, queijo minas e alface americana -, era bem melhor.


Mapa do Hambúrguer



Veja também:

- Ouvindo: Radiohead - Lift

Nenhum comentário: