15 de outubro de 2020

Mythic GME + Cthulhu Dark (Parte 3)

Mythic GME + Cthulhu Dark (Parte 3)

Anteriormente…

Antes de ir para a pousada indicada pelo prefeito de Redenção, Magnus resolve parar na praça para buscar informações…

NEW SCENE (CUSTOM)
    SCENE DESCRIPTION: Magnus para na praça de Redenção para buscar informações

CHAOS FACTOR: 8

Redenção é uma típica cidade pequena do interior, com pouco mais de 2000 habitantes. Na praça principal, onde está localizada a igreja, é possível identificar um armazém e uma farmácia, um prédio que deve ser da prefeitura e algumas casas que, provavelmente, pertencem às famílias mais importantes da cidade. Em uma dessas casas, inclusive, Magnus vê estacionar a caminhonete que o seguiu e pouco antes interrompia a estrada.

FATE CHART QUESTION: "A praça está vazia?" » RESULT: YES

Magnus circunda a praça devagar, buscando alguém para pedir informações, mas não encontra nenhum morador.

FATE CHART QUESTION: "O armazém está aberto?" » RESULT: YES

Para definir quem Magnus encontraria na mercearia, recorri apenas a alguns oráculos de coadjuvantes do 2d10Solo desta vez:

Gênero: Feminino
Idade: Adulto (22-40)
Personalidade: Covarde
Aparência Física: Magricela, roupas formais
Estado Emocional: Deprimida
Atitude: Antipática - Pode enganar, mentir, insultar
Informações Passadas: Passa uma Informação Vital da Aventura para o Protagonista

Chegando ao armazém, Magnus encontra uma mulher de aproximadamente 33 anos. Apesar de jovem, ela veste roupas como as usadas por senhoras bem mais velhas. Ela está cabisbaixa e se assusta quando o detetive entra no recinto e a cumprimenta:

— Magnus: Boa tarde!
— Desconhecida: Oh, que susto! É… boa tarde… Eu não esperava encontrar mais ninguém aqui hoje, ainda mais a essa hora.
— Manus: Desculpe pelo susto. O seu nome é…
— Desconhecida: Gabriela. – diz ela de forma seca.
— Magnus: Você disse que não esperava encontrar mais ninguém aqui hoje… Eu notei que a praça estava vazia mesmo. Está acontecendo alguma coisa na cidade hoje?
— Gabriela: Hoje é o dia da festa do padroeiro da cidade. Bom, não é o dia da padroeira oficial da cidade, mas do padroeiro dos mineiros que vieram morar na cidade. Aqui, atualmente, só mora gente ligada à mineração.
— Magnus: Eu estou procurando um amigo meu, o nome dele é Flávio…
— Gabriela: Ah, sim. Ele esteve aqui. Estava procurando um amigo também. Era você então, provavelmente.
— Magnus: Meu nome é Magnus, esqueci de me apresentar.
— Gabriela: Ah, então não era você que ele procurava. Era um tal de Sávio, se não me engano…
— Magnus: Sérgio?
— Gabriela: Isso. Eles devem estar na festa do padroeiro. Todo mundo está lá, menos eu! Meu pai me obrigou a ficar no armazém hoje, porque não queria que eu fosse. Vou te contar uma coisa: ele nunca me deixa ir à festa do padroeiro… Sempre me coloca pra trabalhar nesse dia!
— Magnus: E seu pai foi à festa?
— Gabriela: Não. Todo mundo vai, menos o meu pai e o prefeito… Ninguém da família do prefeito vai.
— Gabriela: Vocês são parentes do prefeito?

FATE CHART QUESTION: "Gabriela é da família do prefeito?" » RESULT: NO

— Gabriela: Não, mas meu pai é muito amigo dele.
— Magnus: Bom, obrigado pela conversa, Gabriela. Eu tenho que ir

FATE CHART QUESTION: "A igreja está aberta?" » RESULT: NO
FATE CHART QUESTION: "A farmácia está aberta?" » RESULT: NO

Magnus deixa o armazém e volta à praça completamente vazia. Ele nota que a igreja e a farmácia estão fechadas e, por isso, resolve seguir para a pousada.

Continua…

Nenhum comentário: