28 de fevereiro de 2011

Descobrindo BH - Mambo

Este era pra ser um post sobre o Café com Letras, mas após 10 minutos esperando sem nenhum atendente aparecer, fomos embora. No caminho de volta, uma curiosa placa me chamou a atenção: Mambo - Drinks, Food, Music. Mais curiosa ainda era a entrada do local: um longo corredor que descia rumo ao desconhecido.

Intrigada, segui pelo corredor para ver o que me aguardava no final. A música estava bem alta e desci animada. Percorrendo o longo caminho decorado por um papel de parede hipnótico, me senti como Alice em sua descida pelo buraco do Coelho. Só que ao chegar lá embaixo, em vez de um aposento cheio de portas trancadas, encontrei uma espécie pub latino.

22 de fevereiro de 2011

Descobrindo BH - pão.com

Ontem, seguindo a sugestão do Dani, que disse ter comido um sanduíche gostoso, fomos à pão.com.

Confesso que nunca tinha ouvido falar da casa, e olha que costumamos passar lá perto com frequência, mas nunca a havíamos notado.

Logo de cara não gostei do fato de as mesas serem na calçada. Acho inconveniente você estar comendo e de repente se deparar com alguém pedindo alguma coisa. Lá, pelo menos, acho que isso não aconteceria porque tem um segurança. Além disso, são poucas as mesas disponíveis e algumas já estavam cheias. Então tratamos de ocupar logo uma mesa antes de olhar o cardápio.

20 de fevereiro de 2011

Casal Geek Comics - Ep. 5

Tema sugerido pela Letícia e pelo Cristiano. Mandem também suas críticas e/ou sugestões!


18 de fevereiro de 2011

Descobrindo BH - Livraria Status

Ontem, depois de muito tempo, resolvemos voltar à Livraria Status para tomar um lanche.

Há mais ou menos 2 anos éramos frequentadores do local. Estávamos sempre lá, principalmente quando havia show do Glass Union na livraria. Levávamos também vários amigos conosco, e nos divertíamos um bocado.

Embora tenha melhorado, o serviço nunca foi o ponto alto, pois os garçons raramente vinham à sua mesa, e você custava a fazer seu pedido. Outra coisa que incomodava era o fato de que as pessoas podiam fumar lá dentro. Tudo bem que eles eram colocados em uma área separada, na parte de baixo da livraria, mas mesmo assim você voltava pra casa com aquele inconveniente cheiro de cigarro. Pelo menos isso mudou pra melhor.

7 de fevereiro de 2011

Descobrindo BH - La Crepe

Descobrindo BH - La Crepe

A primeira vez que fomos ao La Crepe foi há uns dois anos atrás, no aniversário do Dani. O Gu, que não gosta de crepe, torceu o nariz, mas acabou indo, provando e gostando. É como eu sempre falo: não adianta falar que não gosta, se não provou, não é?

Mas vamos falar do La Crepe, que é o objetivo desse post: a creperia fica em Santa Tereza, longe dos núcleos boêmios do bairro. A casa possui dois salões à meia luz, decorados com fotos antigas e pinturas de artistas do bairro, o que dá um ar mais alternativo (e até meio extravagante) ao ambiente. As mesas também são decoradas com velas, criando uma atmosfera mais charmosa, só que desta vez estavam todas apagadas, provavelmente em função do calor. O que quebra um pouco o clima charmoso de restaurante do interior, entretanto, são as mesas apinhadas na calçada.