30 de maio de 2011

Descobrindo BH - Casa Fiat de Cultura

Vocês devem estar achando curioso um restaurante com esse nome, não é? Mas hoje o Descobrindo BH vai falar de algo diferente. Hoje não vou dar dica de gastronomia e sim de cultura. Essa alimenta a nossa alma, e foi assim que saí das exposições Olhar e Ser Visto e Tarsila e o Brasil dos Modernistas na Casa Fiat de Cultura, para as quais reservamos um dia de nossas férias.

A Casa Fiat de Cultura foi inaugurada em 2006 e é uma instituição sem fins lucrativos, mantida pela própria empresa. Seu objetivo é apresentar grandes mostras internacionais de artes plásticas, obras brasileiras, palestras, debates e programas educativos.

Seus projetos sempre foram ambiciosos, tanto que no ano de inauguração começaram arrebentando com a exposição Arte Italiana do MASP na Casa Fiat de Cultura. O sucesso foi tanto - mais de 250 mil visitantes - que este ano nada melhor do que trazer novas obras do MASP nesta exposição belíssima.

28 de maio de 2011

Anime BH 2011 [UPDATE]

"Olhos grandes os meus? É para enxergar melhor..."

Acredito que o primeiro anime - ou desenho japonês, como costumava-se chamar - que assisti foi Pirata do Espaço. Eu tinha uns 6 ou 7 anos, e me divertia com aquele robô gigante que atirava anéis de plasma ou qualquer outra coisa parecida em seus inimigos. Me divertia tanto, aliás, que uma das minhas brincadeiras era jogar argolas de plástico no meu irmão mais novo, simulando o ataque da nave/robô...

Ainda no mundo dos animes, quando criança também assisti ao incômodo - pelo menos pra mim - Don Drácula. Não lembro das histórias direito, mas o fato é que algumas me incomodavam, e muito. Passando aos tokusatsus - ou seriados japoneses, como as pessoas normais ainda os chamam - acompanhei Spectreman e um pouco de Jaspion e Changeman mais tarde, quando eu estava quase finalizando o primário. Havia também o Comando Estelar Flashman, mas esse conseguia ser pior do que os outros, na minha opinião.

"Caras, vamos aniquilar... Specreman!"

Mais tarde chegaram a estrear muitos outros live actions japoneses, como Jiraya, Jiban, Kamen Raider e coisa e tal, mas eu já não me considerava mais tão criança para achar divertida aquela bizarrice toda. Os animes, pelo que me lembro, haviam sumido do mapa, com raras exceções, como Zillion.

23 de maio de 2011

Descobrindo BH - B Bistrô


Era a segunda vez que tentávamos ir ao B Bistrô. A primeira tentativa foi frustrada, pois chegamos empolgados e a casa estava fechada. Já a segunda tentativa foi bem sucedida...

Fomos num dia de semana lá pelas 20h00, e imaginamos que já estaria bem cheio. Engano nosso. Somente duas mesas estavam ocupadas e escolhemos um lugar mais no fundão para nos sentar.

A casa é bem grande e já de início vimos que se tratava de um local diferenciado, pois tudo é pensado cuidadosamente, da recepção à colocação das mesas. O ambiente é muito bem decorado e bastante elegante. Outro ponto a favor: as músicas. Só música boa, num volume adequado. Coisa de gente que entende de boa música e não gosta de clichês.

16 de maio de 2011

Descobrindo BH - Restaurante do Porto

De volta à ativa, resolvi falar de algo que não é unanimidade aqui em casa: bacalhau.

Eu sou uma apaixonada por peixe. Já o Gu não aguenta nem o cheiro. No entanto, era sexta-feira santa e, embora, nós não sigamos a tradição, fomos comer um peixinho básico com os adoráveis amigos Karla, Gui e Dilu.

Você deve estar se perguntando: como o Gu foi se ele não gosta de peixe? É que bacalhau ele até encara se não tiver mais nada para comer. E foi isso que aconteceu.

4 de maio de 2011

Star Wars Day 2011

Voltando devagarinho, com algumas fotos do micro flash mob que rolou agora mesmo na Praça da Liberdade, em comemoração ao Star Wars Day. Clique na imagem para conferir:


May the Fourth be with you ;-)