18 de novembro de 2016

Mão na Massa - Hambúrguer de Frango

Mão na Massa - Hambúrguer de Frango

Por conta da chuva que não deu descanso no fim de semana passado, em vez de sairmos para nossas longas e tradicionais caminhadas pela cidade, acabamos ficando em casa e essa foi a única desculpa - eu não preciso de nenhuma, na verdade - que eu precisei para preparar, de almoço, um hambúrguer para mim, pois a Fernanda optou por um prato chamado "salada", mas esse negócio eu ainda não conheci e nem sei dizer se é bom.

11 de novembro de 2016

Mão na Massa - Mini Tarte de Caramelo

Mão na Massa - Mini Tarte de Caramelo

Em nossa última visita a Lisboa, estivemos no Mercado da Ribeira e lá provamos uma sobremesa obscena de tão boa: a tarte de caramelo e chocolate da Nós É Mais Bolos.

Voltando da viagem, convenci sem muito esforço, vale dizer, o meu irmão a replicar a sobremesa. O resultado é essa receita aqui, que eu provei e aprovei, mas que não quis reproduzir por vários motivos:
  1. Eu não posso ter doces em casa, pois o autocontrole é zero
  2. Fazer caramelo, pelo que vi, é um saco
  3. Eu já falei que não posso ter doces em casa?

4 de novembro de 2016

Mão na Massa - Hambúrguer de Grão de Bico

Mão na Massa - Hambúrguer de Grão de Bico

Em nossa primeira visita ao Dub, a Fernanda pediu um sanduíche vegetariano com hambúrguer de grão de bico que eu provei e achei bem sem graça, por ter gosto de... homus, coisa que complementa muito bem - olha a dica - um sanduíche de quibe e tabule no pão sírio.

Das dezenas de lugares que conhecemos em minha saga "hamburguífera", outro que eu me lembro de servir hambúrguer de grão de bico é o Protótipo, mas até hoje não animamos de voltar ao bar, que tem um ambiente muito bacana, mas uma comida nem tanto.

Como já faz um tempo que a Fernanda queria provar novamente um hambúrguer de grão de bico e a sexta-feira virou um dia para experimentações culinárias em nosso QG, a última receita que encaramos foi esse sanduíche vegetariano, que vira vegano se trocar o pão.

28 de outubro de 2016

Mão na Massa - Pão de Queijo

Mão na Massa - Pão de Queijo

Há pouco tempo alguns (mimi)mineiros ficaram ofendidos com o fato do Jamie Oliver ter dito que o melhor pão de queijo que comeu foi em São Paulo. Tendo em vista que esse, provavelmente, foi um dos poucos pães de queijo que ele provou, e que gosto - já diria meu irmão - “é igual braço, pois nem todo mundo tem”, eu deixo o assunto para os mais desocupados.

Além das nossas andanças em busca dos melhores hambúrgueres, já saímos atrás também dos melhores pães de queijo de BH. O veredicto foi unânime: tirando os feitos em casa, os mais saborosos são os servidos na Pão & Companhia.

21 de outubro de 2016

Mão na Massa - Brownie com Biomassa de Banana

Mão na Massa - Brownie com Biomassa de Banana

Pode não parecer, ainda mais pela quantidade de hambúrgueres que já provamos, mas já faz um tempo que mudamos para um estilo de vida mais saudável, o que, no meu caso, se limita a incluir salada na alimentação e reduzir - pero no mucho - o consumo de carboidratos e açúcar.

A Fernanda, que conhece meu calcanhar de Aquiles como ninguém, buscou algumas alternativas às guloseimas que sempre fizeram a minha alegria, e o primeiro teste foi um brigadeiro com biomassa de banana. Para a minha surpresa, ficou com gosto de... bananada... com cacau. Ou seja: nada que pudesse ser chamado de brigadeiro.

Meu preconceito com a biomassa de banana durou um bocado, até provar um brownie bem bom que a usava entre os ingredientes. Resultado: temos que fazer um desses em casa!

18 de outubro de 2016

365 Vidas - Enxugando (bem pouco) o backlog

365 Vidas - Enxugando (bem pouco) o backlog

Duzentos dias - já? - se passaram desde o início dessa maluquice, e a fila só vai aumentando:

14 de outubro de 2016

Mão na Massa - Pizza

Mão na Massa - Pizza

Meu irmão - sempre ele - tem uma receita de massa de pizza, mas eu não me lembro o porquê e nem como acabei “esbarrando” nesse vídeo do Adenilson Pizzaiolo:


Sem frescuragens a estética hipster, sem o tom adolescente youtuber, sem emular o Larica Total, e com um jeitão super calmo e muito didático, o Adenilson desmistificou o que, para mim, parecia coisa de iniciados, de gente pertencente a uma guilda de pizzaiolos com direito a aperto de mão e sinais secretos: fazer pizza!

30 de setembro de 2016

Mão na Massa - Hambúrguer de Porco

Mão na Massa - Hambúrguer de Porco

Há pouco mais de um ano eu comecei a fazer pão integral e, desde então, não parei mais. "Mas você tem a máquina?", me perguntam quando o assunto surge, e a resposta é sempre a mesma: "Não. Faço no braço mesmo, a cada quatro dias."

Por gostar bastante de hambúrguer, o que deve ser meio óbvio para os três leitores desse blog, eu me propus a testar uma receita de pão de hambúrguer. Como todas as que encontrei se pareciam com um pão doce, escolhi o caminho mais fácil: uma receita do meu irmão.

E já que eu estava animado a fazer bagunça, aproveitei também para fazer o hambúrguer, coisa que eu nunca tinha feito na vida, e o molho para acompanhá-lo. As escolhas: hambúrguer de porco e pico de gallo, combinação inspirada pelo excelente Rivera, do Santeria.

29 de agosto de 2016

Descobrindo BH - Está Chovendo Hambúrguer 6

A saga continua...

Bravus Blend Factory

Está Chovendo Hambúrguer - Bravus Blend Factory
Smoky Paradise

No coração do Lourdes, quase em frente à gelateria Mi Garba!, está instalado o Bravus. A hamburgueria foi inaugurada no final do ano passado, mas só ficamos sabendo da sua existência por conta do último Circuito Aproxima, que aconteceu entre os dias 17 de junho e 10 de julho.

O ingrediente principal desta última edição era carne de porco, e o Brutus, o hambúrguer criado para o evento, não tinha como ser menos mineiro: pão tradicional, blend de porco (pernil e barriga) de 170g, queijo minas padrão, vinagrete, couve crocante e ovo frito.

Apesar de termos ido no primeiro dia do festival gastronômico e do cozinheiro ter explicitado uma certa insegurança em preparar o sanduíche na ausência do chef, a Fernanda pediu o Brutus. Eu, por querer conhecer um dos sanduíches tradicionais da casa, acabei escolhendo o Smoky Paradise: pão tradicional, blend de carne de boi de 170g, cheddar, picles de cebola roxa, tomate assado, geleia de bacon e barbecue de mostarda.

Assim que os hambúrgueres chegaram, uma boa impressão com a apresentação, seguida imediatamente de um susto: o que a metade de um tomate está fazendo no meio do sanduíche? Impossível comer assim. Para piorar, ele estava recheado com a tal da geleia de bacon, que tinha gosto de... geleia! Dessas doces, que você passa no biscoito maria...

Está Chovendo Hambúrguer - Bravus Blend Factory
Brutus

Enquanto eu lutava para desmontar o meu sanduíche, a Fernanda era só elogios com o dela e, se arrependimento matasse, ninguém estaria aqui para esse relato...

Como de costume, eu acabei provando o hambúrguer da Fernanda e ele realmente estava muito bom. O sabor me lembrou o sanduba de pernil com vinagrete servido na lanchonete da faculdade, e o jeito foi planejar outra visita ao Bravus, antes do final do Circuito Aproxima, pois o danado do Brutus provavelmente não continuaria no cardápio uma vez findado o evento.

Não sei se é porque a primeira experiência não consegue ser superada pelas seguintes - algo que Freud e a Fernanda explicariam -, mas em nossa segunda visita à hamburgueria, no penútimo dia do Circuito Aproxima, o Brutus não estava tão bom; até mesmo a apresentação deixou a desejar, coisa com a qual eu não me preocupo muito.

Culpa das nossas expectativas, impulsionadas pela experiência daquela primeira mordida? Talvez, mas o resultado foi que saímos de lá meio frustrados, com a certeza de que, mesmo que o Brutus entre definitivamente para o cardápio, dificilmente voltaremos a prová-lo.