31 de janeiro de 2012

Descobrindo BH - Donna Margherita


BH conta com várias casas quando o assunto é rodízio de pizza, e uma das mais bacanas e conhecidas é a Donna Margherita.

A pizzaria existe há alguns anos e possui duas lojas: uma localizada no bairro Funcionários e a outra em Nova Lima, próximo ao Viaduto do Mutuca. Ambas são bem grandes, têm o mesmo valor de rodízio e estão sempre cheias tanto no horário de almoço quanto no happy hour.

Em nossa visita mais recente fomos à que fica no Funcionários. Chegamos no final da tarde e a pizzaria ainda estava vazia, com alguns clientes que devem ter chegado mais cedo para saborear um chopp naquele dia de muito calor. O rodízio de pizzas só começa a partir das 19h00, mas a casa também oferece opções à la carte para os mais afoitos ou para quem não curte muito esse esquema.

24 de janeiro de 2012

Press Start - Star Wars: Knights of the Old Republic


A vida nunca deve ter sido fácil na galáxia muito, muito distante criada por George Lucas, pois desde muito tempo atrás - 4000 anos antes do confronto entre Darth Vader e Luke Skywalker, para ser mais preciso - ela já era alvo dos Sith, Mandalorianos e quem mais cismasse em dominá-la.

Lançado em 2003, Star Wars: Knights of the Old Republic é um RPG desenvolvido pela Bioware que se passa justamente neste período da chamada Antiga República, e sua história está abarrotada de clichês do universo Star Wars: Darth Malak, o Lorde Sith mais poderoso de todos os tempos da última semana, lidera um exército na tentativa de derrubar a República e instaurar-se como imperador da galáxia. Em meio à guerra, muitos dos Jedi tombam em batalha enquanto outros se juntam às forças de Malak, e a Ordem Jedi, mesmo enfraquecida, continua em seu esforço para deter o invencível exército Sith e assim restaurar a paz na galáxia.

O jogo, que saiu originalmente para o Xbox e teve, posteriormente, versões lançadas para Windows e Mac OS X, começa com o seu personagem sendo acordado durante um ataque dos Sith à Endar Spire, uma nave da República que se encontrava em missão sob comando de Bastila Shan, uma Jedi que teve um papel importante no ataque que levou à queda de Darth Revan, o antigo mestre de Darth Malak.

17 de janeiro de 2012

Descobrindo BH - Mercado Central

Mercado Central BH
Alguns lugares da nossa cidade são tão característicos, que até nos esquecemos que eles existem. Passamos por eles, olhamos, mas continuamos nosso caminho.

Havia anos que eu não ia ao Mercado Central. Todo mundo que vem a BH ouve falar de lá e, inevitavelmente, acaba indo para comprar alguma coisa, principalmente queijo. Nos finais de semana o lugar fica lotado, com gente dos mais diversos tipos, e lá você encontra de um tudo. Pelo menos é o que dizem...

E foi exatamente por isso que voltei ao mercado, depois de anos. Precisava comprar uma coisa que não estava achando e imaginei que lá encontraria. Além disso, eu pensei que "o preço lá é melhor", mas não é que eu estava errada?

15 de janeiro de 2012

Desenterrando o Passado

Outro dia minha mãe encontrou a nota fiscal do Atari 2600 que meu pai nos deu de presente no Natal de 1985. Na época o videogame custou Cr$ 890,00, e foi comprado - aí vem o mais bizarro - numa loja de motocicletas:


Se eu fosse um pouquinho mais nerd do que já sou, além de guardar o videogame, mandaria emoldurar essa nota fiscal. Mas aí já seria demais... Ou não?

10 de janeiro de 2012

Press Start - Golden Axe

Press Start - Golden Axe

Nascido em 1976, tive meu primeiro contato com os jogos eletrônicos antes dos 4 anos de idade, com o jogo Bazooka. Lançado em 1977 pela PSE (Project Support Engineering), o jogo consistia em usar um controle em forma de bazuca - duh - para atirar nos veículos inimigos que se moviam pela tela monocromática.

Apesar de saber que eu não deveria atingir as ambulâncias, minhas partidas não duravam muito, o que não é de se estranhar, se levarmos em conta o fato de que eu não dava altura para a máquina, precisando ser suspenso por um adulto para poder ficar de frente para a tela, e atirava (ou pelo menos tentava atirar) descontroladamente em tudo que se mexia.

Alguns anos mais tarde - em 1985, se não me engano - ganhamos nosso primeiro videogame, um Atari 2600 da Polyvox, mas de vez em quando conseguíamos convencer meu pai a nos levar ao fliperama. Pela proximidade, normalmente íamos a alguma das lojas da Futurama no centro da cidade. Não eram ambientes muito propícios para crianças da nossa idade, mas era lá que encontrávamos jogos "de verdade" como Pole Position, Ye Ar Kung-Fu, Kung-Fu Master e Ghosts and Goblins.

Já na minha pré-adolescência, e com um Master System tendo substituído o Atari, ainda era no fliperama que encontrávamos os melhores jogos: Shinobi, P.O.W., Double Dragon, Simpsons, Tartarugas Ninjas, E-Swat e Moonwalker. Alguns deles até existiam em versões para os consoles, mas nenhuma era páreo para os originais do arcade. Assim, passávamos horas na Futurama ou na Divertilândia, que possuía máquinas mais antigas como Operation Wolf, Bionic Commando, King of Boxe e Exciting Hour (que conhecíamos como Luta-Livre), gastando nossas economias em fichas.

Foi numa dessas tardes enfurnado na Futurama que um amigo me apresentou um jogo que é até hoje um dos meus favoritos: Golden Axe.

3 de janeiro de 2012

Descobrindo BH - Quinto do Ouro


Sejam bem vindos ao Descobrindo BH de 2012, e nada melhor do que começar o ano em alto estilo! Para isso, hoje escolhi falar hoje do restaurante Quinto do Ouro.

No final de 2011 resolvemos passar um fim de semana no Hotel Ouro Minas, e aproveitamos para conhecer o restaurante, que fica aberto também para não hóspedes. O espaço é grande, fica no hall do hotel e tem uma decoração bem bonita e aconchegante.

Quando chegamos para jantar o restaurante estava relativamente vazio. A hostess nos acomodou na mesa que escolhemos, e logo fomos atendidos por um simpático garçom do qual não me lembro o nome. Aliás, vale salientar aqui que o atendimento é impecável. Simpatia e educação na medida certa.