24 de dezembro de 2011

Feliz Natal


Cambada, gostaríamos de agradecer a presença de vocês aqui no blog, e desejar a todos boas festas. Queremos aproveitar também para deixar a todos, desde já, os nossos votos de um excelente 2012, repleto de alegrias!

19 de dezembro de 2011

Descobrindo BH - Restaurante Maurizio Gallo


Nós que moramos em Minas Gerais às vezes não percebemos a sorte de termos nascido aqui. O estado é lindo, com uma gente sempre muito receptiva e rica do ponto de vista cultural e gastronômico, é claro. Quem vem pra cá sempre quer voltar e, como já dizia a música, não esquece jamais...

Pois bem, o lugar de hoje teve início porque seu dono, um italiano da cidade de Roma, se apaixonou por BH e pela sua riqueza gastronômica. Maurizio Gallo, como todo bom italiano, aprendeu a cozinhar com a mamma e com a nonna, e sempre gostou de cozinhar para os amigos. Quando veio para BH, não fez diferente. Sempre cozinhando e conquistando mais amigos, abriu o Restaurante Maurizio Gallo.

E lá fomos nós num sábado (mais uma vez) chuvoso, conhecer o restaurante...

Apesar de termos reservado uma mesa, chegamos cedo, quando o restaurante ainda contava com poucas pessoas. Aqui vai uma dica: façam reserva porque o restaurante é pequeno e fica completamente cheio. É uma mesa vagar, que logo chega um novo cliente.

15 de dezembro de 2011

Press Start - Star Wars: The Old Republic

Press Start - Star Wars: The Old Republic

Acredito que o primeiro RPG para videogame que joguei foi Miracle Warriors, do Master System. Era 1989, e aluguei o cartucho na locadora que ficava em frente ao colégio em que eu estudava. Algum tempo depois Phantasy Star foi porcamente traduzido para o português, e uma locadora perto da minha casa comprou uma cópia do jogo.

Como eu não conhecia nada da lógica de um "jogo de aventura", como eram então categorizados os RPG's, minha experiência nos dois jogos limitou-se a andar a esmo pelo mapa, matando (ou tentando matar) todos os monstros que apareciam pela frente. Afinal, era disso que se faziam os "jogos de aventura", não?

Anos depois, quando eu já sabia o que era RPG, consegui uma cópia de Ultima VI para o PC, e o que mais me chamou atenção no jogo foi a liberdade que ele te dava: se eu quisesse, poderia tentar (e nunca conseguir) assassinar o Lord British para tomar o poder e governar Britannia com mão de ferro. Além disso, tudo que você fazia trazia conseqüências.

Passamos, eu e meus irmãos, tanto tempo explorando Britannia e os domínios do gárgulas, que no fim das contas a história original do jogo havia se perdido. Mas jogávamos, queira ou não, nossa própria história, e é disso que se faz um bom RPG.

Press Start - Star Wars: The Old Republic

Corta para 2011, e as inscrições para os testes beta de Star Wars: The Old Republic estavam abertas. Fã que sou de Star Wars e da Bioware (pelos seus excelentes Planescape: Torment, Neverwinter Nights, Star Wars: Knights of the Old Republic e Dragon Age: Origins), não pensei duas vezes antes de me cadastrar. Não sabia se minha máquina agüentaria o tranco, pois não a montei para jogos, mas essa seria uma boa oportunidade para saber qual é a desses MMO's, os quais não haviam ainda capturado o meu interesse.

Chegávamos quase ao fim de novembro, e eu nem me lembrava mais de que havia me inscrito para os testes beta do jogo, quando um email apareceu em minha caixa postal: "You Have Been Selected to Test STAR WARS: The Old Republic!"

Show de bola! Agora era só instalar o jogo para ver se essa bagaça era boa mesmo, e arrumar tempo pra jogar...

12 de dezembro de 2011

Descobrindo BH - Itália Grill


Depois de um tempinho sem o Descobrindo BH, volto a falar de um lugar com referência italiana. Aliás, vendo os posts antigos, não tem como negar que a comida italiana é, definitivamente, a nossa predileta.

O Itália Grill não é novo para mim. Localizado no Diamond Mall, o restaurante foi inaugurado em 1996, e é a nossa opção para fugir um pouco da confusão da praça de alimentação do shopping.

Um dos carros chefes do restaurante, e para mim também, é o filé ao molho madeira, acompanhado de arroz piamontese e batata frita. Sempre que vamos lá eu peço esse prato, e desta vez não foi diferente...

Chegamos ao Diamond Mall numa noite chuvosa e, é claro, o shopping estava cheio, ainda mais nessa época de compras natalinas. Já saímos de casa com a intenção de ir ao Itália Grill e, portanto, nem nos preocupamos em procurar mesa na praça de alimentação.

5 de dezembro de 2011

Press Start - The Secret of Monkey Island

"My name's Guybrush Threepwood, and I want to be a pirate!"
Eu nunca quis ser um pirata. A aventura, para um garoto da minha geração, estava no espaço, com batalhas sendo travadas entre grandes naus naves espaciais e bravos heróis brandindo suas espadas laser. Mal sabia eu que essas histórias já haviam sido contadas...

Apesar não querer ser um pirata, durante a Idade Média da computação pessoal no Brasil, era na pirataria que tínhamos contato com os jogos de PC, pois tudo era muito caro e de difícil acesso. Hoje, com as plataformas de distribuição digital como o Steam e o nacional Nuuvem, ninguém pode utilizar essa desculpa. Mas atire o primeiro disquete de 5"1/4 aquele que nunca copiou um jogo na vida.

Mesmo com a facilidade de se copiar um jogo, os mecanismos de proteção eram menos invasivos e até mesmo um pouco inocentes, pois bastava copiar também os códigos de proteção que os jogos estavam liberados. Isso, entretanto, não significava pouco trabalho: certa vez, o amigo de um colega meu copiou à mão cerca de quatro páginas com todos códigos de proteção do Indiana Jones and the Last Cruzade, já que estes códigos eram compostos por símbolos não reproduzíveis por caracteres normais.

Outro código de proteção trabalhoso de duplicar era o do The Secret of Monkey Island. Antes de iniciar o jogo você tinha que responder em que ano aconteceu um fato relacionado a um determinado pirata em uma das ilhas do Caribe. Para isso você utilizava o acessório Dial-A-Pirate, composto por dois discos através dos quais você formava o rosto do pirata mostrado na tela e obtinha a data para a ilha citada. Impossível de se xerocar sem a destruição do original, mas foi justamente através de uma cópia bem apagada destes discos que vivi pela primeira vez minhas aventuras na famigerada Monkey Island.

28 de novembro de 2011

Casal Geek Entrevista: Fábio Moon e Gabriel Bá


Qual foi o dia mais importante da sua vida? Quem está acostumado a pensar que histórias em quadrinhos se fazem apenas de seres superpoderosos ou patos falantes pode até estranhar, mas esse é um tipo de pergunta que marca o trabalho dos gêmeos Fábio Moon e Gabriel Bá.

Detentores de vários prêmios, como um Jabuti pela adaptação de O Alienista e alguns Eisner, os irmãos começaram a publicar suas histórias no fanzine 10 Pãezinhos, que criaram em 1997 e teve 40 edições lançadas de forma independente, e atualmente produzem quadrinhos tanto para o mercado americano quanto para o nacional.

Seus trabalhos autorais já foram publicados também na França, Espanha e Itália, e o mais recente - Daytripper - foi lançado pelo selo Vertigo nos EUA e figurou na lista dos quadrinhos mais vendidos do The New York Times.

21 de novembro de 2011

Receita: Rocambole de nutella com avelã


Quando o Descobrindo BH começou em janeiro deste ano, iniciamos as "atividades" com o Duke'N'Duke, que por sinal frequentamos até hoje.

Para quem leu o texto, viu que me apaixonei por uma sobremesa deles, a Rock Steady: rocambole de nutella com nozes, sorvete, morangos, calda de chocolate e caramelo, e castanhas picadinhas.

O Chef Alemão, um dos proprietários do Duke'N'Duke, esconde a receita do rocambole de nutella a sete chaves. Sendo assim, o jeito foi tentar descobrir sozinha... Demorou um pouquinho para eu tentar, mas ontem resolvi fazer algo parecido e não é que deu certo?!

14 de novembro de 2011

Descobrindo BH - FIQ


And now for something completely different...

O FIQ (Festival Internacional de Quadrinhos) é um evento bienal dedicado à nona arte, organizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Cultura. A 7ª edição do festival ocorreu na última semana, entre os dias 9 e 13 de novembro, na Serraria Souza Pinto, e ofereceu uma programação gratuita com exposições, palestras, oficinas, bate-papos e sessões de autógrafos com artistas nacionais e internacionais.

Como acontece desde sua primeira edição, o FIQ homenageia um importante quadrinista brasileiro e um país cuja produção do gênero se destaque. Nesta edição os homenageados foram Maurício de Sousa, que também esteve no evento em 2009, para o lançamento de MSP 50, e a Coreia do Sul, representada pelos artistas convidados Hyung Min Woo (Priest) e Park Sang-sun (Tarot Café). Também presentes no evento estiveram vários convidados nacionais e internacionais como Jill Thompson (Sandman), Bill Sienkiewicz (Elektra: Assassina), Cyril Pedrosa (Três Sombras), Matt Fraction (Casanova), Fábio Moon e Gabriel Bá (Daytripper), Fernando Gonsales (Níquel Náusea), Rafael Coutinho (Cachalote), André Dahmer (Malvados), Mateus Santolouco (Vampiro Americano), Edu Medeiros (Mondo Urbano), entre muitos outros.

Diferente das edições anteriores, em que estivemos no evento apenas uma ou duas vezes, neste ano passamos pela Serraria Souza Pinto quase todos os dias. Isso não quer dizer, entretanto, que tenhamos assistido a todos os bate-papos ou participado de várias oficinas e coisa e tal. Pelo contrário. Até estivemos presentes em algumas sessões de autógrafos, como a da Jill Thompson e Bill Sienkiewicz, mas foi nos estandes dos quadrinistas independentes e na companhia dos novos e antigos amigos que passamos a maior parte do tempo.

7 de novembro de 2011

Descobrindo BH - Outback



Quando o Descobrindo BH começou, eu poderia facilmente ter iniciado com este lugar, do qual somos frequentadores há mais ou menos três anos. Houve, inclusive, uma época em que íamos lá toda semana, e realmente não sei o porquê de não ter falado dele antes aqui. Vai entender...

Mas antes tarde do que nunca, e hoje – essa é para você, Camilo - vou falar do Outback.

Me lembro perfeitamente da primeira vez em que fomos lá. Gostei de cara do lugar. Adorei a decoração, o ambiente à meia luz, o que cria um clima mais intimista (embora o lugar seja frequentado por turmas), e o atendimento impecável. Nesta primeira vez provamos a famosa Ribs On The Barbie e adoramos. Aos poucos fomos nos aventurando pelos outros pratos e acabamos ficando viciados na estupenda Chook'N Dillas, no Chicken Fingers Jumbo e no Tilápia Filé.

6 de novembro de 2011

Tornela?

Cada coisa que se vê por aí...


31 de outubro de 2011

Descobrindo BH - Fabbrica Spaghetteria

Hoje o Descobrindo BH volta a falar dos restaurantes locais e, para começar, nada melhor que... Massa! A escolha do local, entretanto, foi ao acaso. Ou melhor: foi a única opção que tínhamos. Vou explicar...

Era feriado, e combinamos de ir com a Karla e o Gui à exposição Roma – A Vida e Os Imperadores. No nosso caminho estava o BH Shopping, e resolvemos parar lá para almoçar.

Chegamos por volta das 12h30, e a praça de alimentação já estava lotada! O local no qual queríamos almoçar estava com uma fila de espera razoável e, como estávamos com um pouco de pressa, resolvemos sair em peregrinação, buscando outras opções. Para nossa sorte, passamos em frente à Fabbrica Spaghetteria e encontramos uma mesa vazia. Pensamos: "é lá mesmo!"

Nos sentamos e logo fomos atendidos.

24 de outubro de 2011

Descobrindo São Paulo - Cantina C... Que Sabe!


O dia havia começado bem: fomos até Cotia visitar o Templo Zu Lai e, depois de me encantar com o lugar, era hora de almoçar. Como nosso passeio por São Paulo estava chegando ao fim, fomos a uma cantina italiana no Bixiga, para finalizar em grande estilo.

A escolha pela Cantina C... Que Sabe! foi ao acaso. Sabíamos que queríamos uma boa comida italiana, mas não tínhamos referência de lugar. E no bairro do Bixiga existem várias. Por sorte escolhemos um lugar que vai ficar para sempre registrado na minha memória como um dos melhores que conheci!

Chegamos à cantina por volta das 12h30 e o lugar estava lotado! O maître anotou o nome do Gu e disse que a próxima mesa seria a nossa. Enquanto esperávamos, fiquei olhando os inúmeros quadros do chef Bruno Stippe com diversos artistas brasileiros. Em frente à cantina fica um teatro, e imagino que depois dos espetáculos é pra lá que os atores vão.

17 de outubro de 2011

Descobrindo São Paulo - America


Quando começamos a planejar nossa viagem para São Paulo, pegamos algumas dicas com o Dani, que voltara de lá há pouco tempo. Apesar de nossos gostos serem um pouco diferentes (ele adora carne), o America foi colocado na nossa lista.

Fomos ao restaurante na sexta-feira, depois de um dia divertidíssimo. Queríamos fechar a noite com um jantar agradável e, como estávamos saindo da Livraria Cultura, pensamos em aproveitar o fato de estarmos na Av. Paulista para ir ao America mesmo, pela proximidade. Se fosse aqui em Minas, diríamos que o restaurante fica bem "pertinho" da livraria...

Inaugurado em 1985, na Av. Nove de Julho, o America se tornou uma grande rede, presente em diversas regiões de São Paulo. O lugar é espaçoso, bem decorado e bem iluminado. É ideal para grupos grandes de pessoas.

10 de outubro de 2011

Descobrindo São Paulo - O Melhor Bolo de Chocolate do Mundo


Continuando nosso tour nerd/gastronômico por SP, hoje vou falar do local onde comemos a sobremesa após sair do O'Malley's. Trata-se da confeitaria O Melhor Bolo de Chocolate do Mundo, indicada pela Karla.

Fala a verdade: um local com esse nome não te deixa mega curioso(a)? A mim deixou e eu, que amo chocolate, fiquei doida para conhecer a casa, que possui 4 lojas em São Paulo.

Saindo do O'Malley's, fizemos um caminho bem agradável até a unidade dos Jardins. Chegando lá nos deparamos com um local pequenininho, porém simpático, e logo nos sentamos e fomos atendidos.

3 de outubro de 2011

Descobrindo... São Paulo - O'Malley's


Sim, vocês leram certo. Como passamos uns dias em São Paulo fazendo um tour nerd/gastronômico, como disse o Gu, o Descobrindo BH abrirá espaço durante as próximas semanas para falar de lugares bacanas que encontramos nessa cidade que me conquistou. E para começar bem, hoje vou falar do charmoso O'Malley's.

Inaugurado em 2010, o pub irlandês é muito interessante. Dos pubs dos quais já falei aqui, este é o que tem mais cara de "pub" mesmo, com direito a mesa de bilhar e balcão de madeira cercando o bar, onde os clientes podem conversar, beber, comer e assistir aos jogos de futebol e rugby. No piso superior, após às 21h30, rola música ao vivo.

Cervejas de diversas nacionalidades fazem parte do cardápio: República Theca, México, Holanda, Brasil, Argentina, Austrália, Bélgica, Inglaterra, Irlanda, Itália, Jamaica, Áustria, Alemanha, entre outros países. Para quem gosta de beber, deve ser interessante comparar as cervejas. A casa também conta com pratos típicos irlandeses, como o Irish Stew (cozido de filé mignon com batatas, cenoura, cebola e molho), além de sopas, saladas, sanduíches, wraps, carnes, tortas, hambúrgueres e por aí vai.

26 de setembro de 2011

Descobrindo BH - Verde Gaio


O que faz um restaurante ser considerado o melhor na sua área? O atendimento, o serviço, o chef, a comida... E mais, quem são as pessoas responsáveis por dar tal título a ele?

O guia Veja Comer e Beber traz, há algum tempo, a relação dos melhores restaurantes e bares de nossas cidades. Confesso que em alguns momentos ele me orienta em relação a alguns restaurantes. No entanto, o que tenho visto nesta minha pouca experiência no Descobrindo BH é que muitos dos lugares considerados os melhores nas suas áreas pelos juízes são lugares medíocres, e fico me sentindo um pouco perdida nisso tudo. Eu estaria doida, contrariando essas pessoas, ou elas que estariam tão acostumadas com o lugar, que simplesmente não conseguem mudar o olhar?

Pois bem, na semana passada fomos ao restaurante português Verde Gaio. O restaurante tem uma rica história e já existe em Belo Horizonte desde 1971. Personalidades como Elis Regina e Juscelino Kubitschek já passaram por lá, e o restaurante leva o título de "o melhor restaurante de culinária portuguesa de Belo Horizonte". Mas isso na opinião de quem??

25 de setembro de 2011

19 de setembro de 2011

Descobrindo BH - Piu Pizza e Birra

O restaurante do qual vou falar hoje não foi escolhido com antecedência. Na verdade, acho que nunca pensamos em ir lá. Mas estávamos por perto e com aquela fome batendo forte. Aí olhamos para frente e lá estava o Piu Pizza e Birrra. Resolvemos então entrar e saborear uma pizza básica.

Apesar de ser uma pizzaria, a casa também trabalha com outras opções, como risotos, massas, carnes, frangos e peixes. Além disso, conta com uma carta de vinhos e cervejas bem variadas. Mas o que queríamos experimentar mesmo era a pizza, e logo vimos a variedade: são mais de 30 opções.

As pizzas têm tamanho médio, grande e gigante. Entretanto, como a massa é bem fininha, cabe pedir uma grande, para 2 pessoas. E foi isso que fizemos.

12 de setembro de 2011

Descobrindo BH - Applebee's


Uma das restrições que eu havia imposto a mim mesma, quando comecei o Descobrindo BH, foi de que eu não falaria nem de franquias e nem de restaurantes dentro de shoppings. No entanto, percebi que esta seria uma tarefa difícil, já que existem excelentes locais com essas características.

Um bom exemplo é o Applebee's, localizado dentro do BH Shopping, ao qual fomos num sábado à noite, no penúltimo dia do Restaurante Week. Estávamos com receio de não conseguir entrar porque já estava um pouco tarde, e também porque nos dias desse evento os restaurantes participantes lotam. Mas para nossa surpresa o restaurante é bem espaçoso e conseguimos mesa sem precisar esperar.

Logo ao entrar gostei da atmosfera do lugar: o restaurante é bem iluminado, tem uma decoração alegre e além disso conta com um interessante espaço para crianças. Isso é uma coisa diferente nesse tipo de restaurante, e o sinal de que está dando certo é o grande número de famílias que estavam lá. Para os pais é atraente uma coisa assim porque eles podem comer tranquilos, enquanto os filhos brincam logo ali ao lado.

5 de setembro de 2011

Descobrindo BH - Chocoleio


Essa semana eu queria falar de uma casa especializada em chocolates, e naquela sexta-feira gelada do último final de semana partimos para a Chocoleio, da qual já havia ouvido falar.

Logo ao chegarmos gostei de cara do lugar: aconhegante, pequeno e cercado por livros. Aliás, o nome do lugar vem daí. Mistura de chocolate com leitura.

Na porta podia-se ver uma placa com o menu do jantar temático oferecido às sextas-feiras, e o do dia era o Potpourri Árabe. Já na parte de dentro, além das estantes de livros que havia visto da calçada, encontramos um espaço onde você pode comprar licores, chocolates, o café gourmet Villa Café e outras guloseimas. Uma coisa de que senti falta foi de uma bancada com doces e tortas, coisas que uma casa que trabalha com chocolate deve ter.

29 de agosto de 2011

Descobrindo BH - Padaria Vianney


Essa semana vou falar de um local que faz parte do nosso dia-a-dia e que está presente em todos os bairros. Muitos bairros têm, inclusive, mais de uma. Trata-se das tão conhecidas padarias. E para começar a falar da Padaria Vianney, é bom salientar que ela também é restaurante.

Fomos lá querendo tomar um lanche da tarde, e ao chegar gostamos de cara do lugar. A padaria é grande, aconchegante e eles souberam dividir bem os ambientes. Quem vai lá somente para comprar as coisas e levar para casa, não tem que dividir espaço com os clientes que vão para lanchar.

As mesas ficam numa espécie de deck e você fica cercado por plantas, criando um clima bastante agradável. Deve ser delicioso acordar e ir lá tomar um agradável café da manhã, serviço esse que a padaria oferece todos os dias.

26 de agosto de 2011

25 de agosto de 2011

JediCon MG 2011 (Vídeos)

Pra quem não viu ainda os vídeos da Jedicon MG 2011:


22 de agosto de 2011

Descobrindo BH - Pippinela


Estou escrevendo agora depois de me aventurar um pouquinho pela maravilhosa Itália. Mas calma que eu não estive lá realmente, e sim num belo restaurante italiano que me remeteu a este país que tanto quero conhecer!

O restaurante dessa vez é o Pippinela, localizado em Santa Tereza. Na verdade ele fica meio escondido numa pequena rua do bairro, e ao entrar você logo se surpreende com a mudança de atmosfera, pois parece mesmo que você foi transportado a uma vila italiana, dado o capricho da decoração. Eu fiquei encantada com o charme do lugar.

16 de agosto de 2011

Fotos da Jedicon MG 2011

Fotos da Jedicon MG 2011

Confira as fotos da Jedicon MG 2011 em um dos links abaixo:

Jedicon MG 2011 - Nós fomos!


Há dois anos atrás, nesta mesma bat-galáxia, acontecia a primeira Jedicon MG. O evento, uma convenção voltada para os fãs de Star Wars, marcou o aniversário de 10 anos do CJMG (Conselho Jedi de Minas Gerais) e atraiu gente de todo o país, incluindo esse Casal Geek, que foi capturado pela receptividade e simpatia dos membros do fã-clube e passou a fazer parte desse bando de malucos pelo universo criado por George Lucas.

1 de agosto de 2011

Descobrindo BH - Ah! Bon


Inaugurado em 2004, o restaurante de hoje entrou na lista como tendo uma das massas mais gostosas que já experimentei. Trata-se do Ah! Bon restaurante.

É curioso como alguns lugares são familiares - talvez pelo fato de você morar perto ou até mesmo de frequentar o estabelecimento vizinho - sem você nunca ter entrado, e o legal do Descobrindo BH é justamente a oportunidade que nos damos de ir a locais que até então conhecíamos somente por nome.

O Ah! Bon é um bom exemplo disso, pois só o conhecia das boas críticas ao renomado chef Leonardo Mendes e à chef pâtissier Amanda Lopes. Mas resolvemos conhecê-lo pessoalmente e lá descobri não só um local bonito e elegante, mas também uma casa que tem uma comida excelente e um atendimento primoroso.

29 de julho de 2011

Resultado do sorteio da camiseta Jedicon MG 2011


Realizamos o sorteio da camiseta exclusiva do Casal Geek para a próxima Jedicon MG, e o ganhador foi o Marcos André (mappjss@...), de Juiz de Fora!

Quem não ganhou tem que ficar esperto, porque a camiseta tem edição limitadíssima!

27 de julho de 2011

Descobrindo BH - Pizza Sur

"A minha vida é esta, subir Bahia, descer Floresta"
Quem nunca viu esta frase de Rômulo Paes gravada em um monumento na histórica Rua da Bahia? O poeta Carlos Drummond de Andrade costumava dizer que esta rua era a mais mineira de todas, e desde o início do século passado ela é referência no comércio e na vida cultural da cidade.

Pois foi lá onde encontramos o lugar que escolhemos para almoçar neste fim de semana: o restaurante Pizza Sur, unidade Liberdade, inaugurado em 2006.

Confesso que nunca nos interessamos antes pela casa e sempre passávamos batido, mas neste dia resolvemos conhecer o local.

18 de julho de 2011

Descobrindo BH - Ayres!


Essa semana, pesquisando algumas coisas na internet, o Gu se deparou com uma foto que o deixou com água na boca: a foto das empanadas do Ayres!. Como estávamos buscando um local para falar aqui, e também como ainda não conhecíamos a casa, decidimos na hora que seria lá o nosso fim de tarde. E assim fomos no sábado ao aconchegante e interessante Ayres!...

Quem nos recebeu foi o simpaticíssimo Paulo, que nos contou um pouco da história da casa. Ele e a irmã, Marina, são os proprietários e cuidam com muito carinho da Ayres!, que existe há pouco mais de 1 ano e trabalha com as deliciosas empanadas argentinas.

Vocês já comeram uma empanada? Elas são parecidas com um pastel assado, porém a massa é mais fina. A origem das empanadas não é certa, mas parece ter vindo da Pérsia e de lá teria sido levada aos países árabes, para depois chegar à Península Ibérica, de onde mais tarde os espanhóis as trouxeram para a América.