23 de maio de 2013

Descobrindo Paris - Museé du Louvre

Casal Geek Eurotour 2013 - Descobrindo Paris - Museé du Louvre
Como o Gu comentou no post anterior, logo no primeiro dia passamos em frente ao Musée du Louvre, e ali já me encantei.

21 de maio de 2013

Descobrindo Paris - Cathédrale Saint-Louis des Invalides e Torre Eiffel

Casal Geek Eurotour 2013 - Descobrindo Paris - Cathédrale Saint-Louis des Invalides e Torre Eiffel
Meu irmão, um fã de armas e tudo relacionado ao assunto, e o Guilherme, que descobri ser um fã de filmes e séries sobre a Segunda Guerra, nos recomendaram uma visita ao Musée de l'Armée, que eles haviam conhecido em suas passagens por Paris. Como já havíamos planejado uma ida à Cathédrale Saint-Louis des Invalides, não foi esforço nenhum incluir uma parada no museu após o almoço.

16 de maio de 2013

Descobrindo Paris - Église Saint-Sulpice

Casal Geek Eurotour 2013 - Descobrindo Paris - Église Saint-Sulpice
Quando montamos nosso roteiro, levamos em conta uma coisa que gostamos de fazer, que é caminhar bastante pelas cidades que conhecemos. Assim, foi em meio à chuva que saímos do Musée National du Moyen ge e de lá partimos a pé para próxima parada do nosso roteiro, a Église Saint-Sulpice.

14 de maio de 2013

Descobrindo Paris - Musée National du Moyen Âge

Casal Geek Eurotour 2013 - Descobrindo Paris - Musée National du Moyen Âge
Em nossa primeira manhã em Paris acordamos com um céu nublado, ameaçando chuva. Chovia pouco quando deixamos a Rue Saint-Séverin, mas não seria isso a nos impedir de visitar o primeiro destino do nosso roteiro: o Musée National du Moyen Âge (Museu Nacional da Idade Média), fundado em 1843 e originalmente conhecido como Musée de Cluny.

6 de maio de 2013

Casal Geek Eurotour 2013

Casal Geek Eurotour 2013
Eu não gosto de viajar. Ou melhor: eu gosto de viajar, mas só no que diz respeito a conhecer outros lugares, pois o processo de me deslocar de uma cidade para outra - principalmente se isso envolver um avião - é demais para mim, que tenho sangue hobbit. O problema é que ainda não inventaram o teleporte, e aí o jeito é sair de casa algumas horas antes do vôo (o Aeroporto de Confins fica a uns 40Km do centro de BH), despachar as bagagens e ficar naquela paranóia delas extraviarem ou não, para depois enfrentar várias horas de vôo em poltronas resgatadas dos porões da Inquisição.