15 de junho de 2015

Press Start - All The Way Down

Press Start - All The Way Down

Um homem caminha pelo interior da Inglaterra, quando se vê frente a uma forte nevasca que o obriga a procurar abrigo. Perdido, ele acaba parando na pequena Millvale, uma vila de mineradores ao norte de Yorkshire.

Alguns dos poucos habitantes do vilarejo são bem insistentes em aconselhá-lo a seguir seu caminho, mas a tempestade é bem mais palpável do que as lendas locais contadas ao forasteiro, e ele decide passar a noite em Millvale.


Desenvolvido pelo Sanctuary Interactive, um pequeno coletivo de desenvolvedores do Reino Unido, All The Way Down é uma aventura gráfica de inspiração lovecraftiana e visual pixelado, com uma mecânica point-n-click simplificada, mas um pouco confusa a princípio.

A história empresta elementos dos obrigatórios A Sombra Sobre Innsmouth e Nas Montanhas da Loucura, com direito a personagens soturnos e monstros que se escondem sob a superfície, mas é muito – mas muito mesmo – curta.


Como já virou moda, a interação é limitada e os poucos puzzles bem triviais. O objetivo dos desenvolvedores, obviamente, era contar uma boa história, mas eles se esquecem – como tantos outros – que as aventura gráfica da LucasArts e Sierra viraram clássicos por conta de dois fatores: um enredo interessante e uma boa quantidade de puzzles desafiadores.

O ponto forte de All The Way Down é o clima de apreensão e urgência, bem familiar aos fãs de Lovecraft. O problema é que o jogo acaba quando começa a ficar interessante, um mal que também atinge outras mídias, como os quadrinhos independentes. A vantagem é que, diferente das revistas, a aventura gráfica da Sanctuary Interactive pode ser baixada gratuitamente no site da desenvolvedora.

Gameplay:


- Ouvindo: Yuck - Middle Sea

Um comentário:

Jose Botelho disse...

Achei excelente essa música e o clip (Public Service Broadcasting - Go!). Depois, quero ouvir no talo.